FACEBOOK
TWITTER
GOOGLE+
PINTEREST
INSTAGRAM
WordPress Blog

Depois do post da semana passada, volta a segunda e última parte das expectativas vs realidades sobre os vegetarianos. Estes dois posts são uma colaboração com a Carolina do blog Carolina Franco. Aconselho vivamente a passarem por lá. O post dela é sobre expectativas vs realidade da maternidade.

Vamos lá começar.

 

Expectativa: Sei bem e já pude provar (péssima experiência, desculpa) leite vegetal. Gosto imenso de leite (do magro de preferência pois sou alérgica a lactose) mas tem de ser daquele normal. Já para não falar no preço do leite vegetal! Acho realmente que quem segue esta forma de alimentação gasta mais, comparado às pessoas que comem carne.

Realidade: O problema de dizerem que alimentação vegetariana sai cara é porque vão ao continente e vêm aqueles produtos super caros de fastfood. Eu só comprei uma vez e jurei para nunca mais, além do sabor horrível aquilo faz pessimamente mal. 99,9% dos vegetarianos fazem tudo em casa, desde o leite até aos hamburgueres e acredita que fica muito em conta, mais do que alimentação omnívora. Um pacote de aveia custa 0,50€ e com esse pacote consigo fazer 4 vezes ou mais de leite, estou a falar de 1 litro. Compro 1kilo de leguminosas que ronda 1€ e consigo fazer 2 ou 3 refeições, isto para não falar das restantes coisas.

 

A comida vegetariana é mais barata.

 

Expectativa : Uma relação não deve ser das mais “saudáveis” pois sempre haverá os comentários do tipo “estás a comer um animal! És um/a assassino/a!”. Acho que essas relações não devem funcionar muito bem. Pelo menos, é o que eu penso.

Realidade: A relação não deve ser saudável por causa dos omnívoros. Nós vegetarianos, simplesmente não queremos saber o que é que os outros comem, nem queremos falar alimentação. Já viste o que é chegar ao pé de uma pessoa e ela dizer “então e a proteína?” é chato, muitoooo chato (risos).

 

Simplesmente não queremos saber da alimentação das outras pessoas.

Expectativa: O que realmente acredito que é estas vegetarianices começaram por ser uma moda no início e que depois aumentaram gradualmente. O facto é que essas pessoas podem já ter comido carne um dia e isso não as torna tão diferentes das que ainda comem carne. Sinceramente, acho que não deveria haver esta “guerra” entre vegetarianos e quem come carne. Cada pessoa tem determinados hábitos alimentares e não devemos julga-la pelos mesmos. O facto de comer carne não me faz má pessoa, não gostar de animais, ou que seja inconsciente ao saber que de facto, há coisas que não deveriam ser feitas aos animais, mas é como tudo na vida. Na China comem cães (que não me vejo mesmo a comer aqueles pobres bichos que são uns queridos), nós comemos porcos, galinhas e vacas. Há que aceitar o próximo e as suas escolhas alimentares.

Realidade: Se começaram como uma moda, então é uma excelente moda. O que acredito é que as pessoas deixaram de ser tão egoístas e começaram a pensar mais no próximo. É certo, eu já comi carne e peixe, apenas ganhei consciência do que realmente se passa com estas industrias. Se as pessoas que também ganharam consciência e continuam a comer animais, tudo bem. Apenas é necessário compreender, saber, ver antes de falar.
Como disse em cima, não somos nós que começamos com esta conversa da alimentação. Não vou para um shopping com uma placa a dizer ASSASSINOS, simplesmente como e vou embora (risos). A guerra existe porque as pessoas não gostam de mudanças e não gostam que o outro seja diferente. Nós os três somos vegetarianos e ponto, respeitamos, mas será que acontece o mesmo ao contrário. Por exemplo eu tenho um coelho e levo sempre com bocas “que belo churrasco que dava”, isso é respeitar os outros?

Será que são realmente os vegetarianos que começam com as “guerras”?

 

Existe uma ideia muito errada em relação às pessoas vegetarianas e na minha opinião somos quase como uns hippies. Se tu estás bem, eu estou bem, o mundo está bem. Apenas positividade, felicidade, saúde, confiança é o que desejo a todos mesmo que não sejam vegatarianos. Tenho o blog à um ano e foram 0 as vezes que tentei “transformar” alguém, muito pelo contrário li um comentário a dizer que não gosta de “radicalismos”, não considero radical, considero a nossa forma de viver.

Mais uma vez, não podia deixar de agradecer à Carolina por esta colaboração. Como disse no post anterior ela escreveu as expectativas que realmente queria. Acredito que irá existir mais colaborações deste género com ela aqui pelo blog. Vocês gostavam de mais, deste género?

By Daniela Santos
Daniela Santos
Post by Daniela Santos
O meu nome é Daniela Santos e sejam bem vindos ao blog Dezassete.
This post has 24 comments
  • […] Espero verdadeiramente que tenham gostado desta colaboração e quem sabe se este ano não trago várias?  Para lerem a segunda parte do post sobre Ser Vegetariano que a Daniela publicou no seu blog — aqui.  […]

  • Ana Beatriz Pereira Martins:

    Gostava de ler mais acerca do assunto, não sou vegetariana mas gosto de saber as experiência e opiniões das outras pessoas!!

    Novo post: http://abpmartinsdreamwithme.blogspot.pt/2018/02/dream-trip-ultimo-dia-em-roma-ootd-68.html

    Beijinhos ♥

  • Carolina Franco:

    Há que ter respeito pelos outros. É horrível receber esse tipo de comentários em relação ao teu coelho. Espero que não te tenhas ofendido com alguma coisa que mencionei. Adorei colaborar contigo! É para repetir sim! Beijinhos e mais uma vez obrigada <3

    • Daniela Santos
      Daniela Santos:

      Claro que não fiquei ofendida querida e é para repetir 😀
      Muito obrigada pela oportunidade <3

      Beijinhos

  • Excelente post, Daniela .

  • Respeitar as opções dos outros é fundamental, independentemente de ser completamente opostas das nossas. A partilha que pode surgir daí é bastante interessante se, lá está, nenhuma das partes procurar impor a sua visão. E também sinto que um dos maiores problemas das pessoas é mesmo aceitarem a mudança

    Adorei esta colaboração 🙂

    r: Também comecei a acompanhar na Sic Radical, acho que a série está mesmo interessante 😀
    Pois, acredito, houve alguém que monopolizou o comando da televisão ahahah

    • Daniela Santos
      Daniela Santos:

      Ainda bem que adoraste a colaboração 😀
      Sem dúvida que um dos maiores problemas acaba por ser a mudança, mas lá, acredito que o mundo irá melhorar ahaha

      Beijinhos

  • Um excelente post, tenho aprendido imenso. Realmente, vivemos numa sociedade que por vezes nos ensina a desrespeitar as opções diferentes dos outros.

    Cada um come o que quer e ninguém tem que fazer julgamentos.

    =)

  • Adorei! Revi-me bastante no teu post. As pessoas omnívoras pensam sempre que estamos a julgar os outros quando na verdade elas é que se sentem ameaçadas por perceberem que se calhar as ações delas não são das melhores. Nós só queremos ser felizes e defender os que não se conseguem defender sozinhos! E sermos saudáveis, claro 😛

    Um grande beijinho :*

    • Daniela Santos
      Daniela Santos:

      Exactamente isso querida! Mas só temos que sorrir e acenar. Burro velho não aprende línguas se não quiser xD

      Beijinhos <3

  • Achei este tema bastante interessante estas comparações de expetativa vs realidade. Não sou vegetariana, gostava, mas sei que é um pouco difícil para mim pois eu os vegetais temos numa relação complicada hehe, mesmo assim já consegui deixar alguns alimentos de origem animal e substitui-los por origem vegetal 🙂
    Queria também informar que te nomeei para uma TAG, visita o meu blog para ficares a saber mais <3 beijinho

    Blog ♡ SimplyNeca

    • Daniela Santos
      Daniela Santos:

      Antes de tornar-me vegetariana também era assim e acredita nós mudamos ahaha Estou contente por ti <3
      Muito obrigada querida, já fui comentar <3

      Beijinhos

  • Acho que deve haver sempre respeito. Eu não tenho nada que questionar as opções dos outros. Mas também não gosto que me chamem de assassina por comer carne.
    Beijinhos

  • Adorei o post. Não sou vegetariana mas acho interessante ouvir a opinião de quem tem outra rotina alimentar. Sinceramente acho estas”guerras” parvas, cada um come o que come e só tem de se respeitar as escolhas alheias.

    beijinho

  • Tenho gostado imenso destes posts, ajuda um bocado a perceber o que é ser vegetariano 🙂

    http://voltaemeiaa.blogspot.pt

  • Fartei-me de rir com este post! Comecei mesmo a imaginar uma rapariga num shopping na zona de restauração a fazer um protesto e a gritar “assassinos”, haha.
    Eu acho que a alimentação é algo pessoal e cada um deve comer aquilo que gosta e que escolhe comer e respeitar os outros por fazer o mesmo.
    Só não compreendo aquelas pessoas que dizem “Sou vegetariana, só como carne de frango.” Doesn’t that defeat the purpose of being a vegetarian? Fico confusa, haha.
    Beijinhos
    littlewonderlandxo.blogspot.pt

  • Daniela Santos
    Daniela Santos:

    Ahaha, imagina só a cena. Deve ser horrível xD
    Acredita, nem eu compreendo -.- e quando dizem “sou vegetariana, mas quando vou sair com as amigos como carne ou peixe” Qual a lógica????

    Beijinhos <3

  • Que post extremamente criativo, adorei a vossa iniciativa de colaboração! Vou consultar o post dela agora! Eu tento aventurar-me nesse mundo, mas apenas inspiro-me, pois não consigo abdicar de frango (por enquanto, de resto, descartei tudo). Gostei imenso da partilha de experiências que verifiquei e incentiva-me a tentar integrar-me. Apesar de muitos considerarem uma moda, é uma excelente moda mesmo, possibilita-nos controlar muito melhor a nossa alimentação e obriga-nos a gerar uma nutrição controlada (o que é positivo, para além das questões morais). Também já conhecia essa do que vemos no supermercado é exagerado e que, maior parte, gera os produtos em casa ou em condições mais sustentáveis do que os preços absurdos de alguns dos produtos (cujos benefícios nem são assim tantos). Adorei!

Leave your comment here:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: