BEDA - Dilemas | Todos Nós Temos Vizinhos

agosto 09, 2017

Todos nós temos aquele vizinho.

Este assunto pode ferir várias susceptibilidades, mas em 20 anos de existência (txii sou tão velha) já tive vários, ou melhor imensos vizinhos! Uns mais simpáticos outros mais carrancudos, mas cada um têm a sua designação. Morar num prédio têm as suas características engraçadas, mas por vezes dá para o torto. Com isso vou dizer uns quantos tipos de vizinhos que já tive.

Os Ronca power - os ronca powers são aqueles que quando estão a dormir e toda gente tem que saber, porque o senhor ressona muito alto.

As divas libelinhas - as divas libelinhas são aquelas que andam 24h sob 24h de um lado para o outro com os saltos altos. Será que é necessário oferecer uns chinelos e explicar para que serve a existência?

Os "a culpa é da miudagem" - Sim, nos meus tempos de criança a culpa era sempre nossa. Ou porque o portão estava estragado, porque a porta ficava aberta. No final vinha-se a descobrir que as culpas eram aqueles que culpavam a "miudagem".

A  "óh tareco" - A senhora passava a vida a reclamar do gato, mas no fundo dava para ver que eram melhores amigos.

Os "mas que noite" - Para mim foram uns dos melhores vizinhos, eram um pouco mais velhos do que nos e quase todos os fins de semana chegavam bastante "alegres"!

Os "gira essa" - Não me posso queixar destes, foram os melhores vizinhos que tive. O cheiro na rua era característico pela sua "pura", mas nunca viraram a cara e sempre cumprimentaram. Zero reclamações acerca deles. Excelentes pessoas.

A squad ganir - Acho que todos nós temos aquela vizinha que consegue "ganir" mais alto do que os nossos cães. O problema é quando fazem de propósito!

Os all night party - A festa nunca tem fim, quer seja manha quer seja de noite!

Os dj's Berrar - Acho que foi a vizinha mais indelicada que tive. Não sei o que se passava dentro da casa dela, mas só sei que passava o dia a berrar com o filho. Certo dia eram 2 da manha e eu tinha que ir trabalhar e a querida não parava de berrar, fui lá e as coisas quase deram para o torto. Ainda teve a lata de regar-me pragas!

Os "eu quero alimentar as fera" - Ter dois cães é muito bonito, mas quando se lembram de fazer o belo do churrasco de animal e dão carne aos nossos cães? Sem a nossa autorização? Não é a primeira vez e já aconteceu com dois vizinhos diferentes. As minhas feras não são para alimentar!

As "eu sou dona da rua" - Estacionam onde querem e os outros? Que se lixem, desde que as limousines das madames estejam no lugar que querem está tudo bem!

O gang das fofocas - Tenho tantas saudades da nossa antiga casa por causa disto! Toda gente sabia a vida de todos!

E depois existo eu - Tento fazer o menor barulho possível, mas consigo retribuir na mesma moeda. Sou muito mesquinha, mas não quero saber da vida dos outros. Só quero paz e sossego para adormecer o cachopo.






Poderia passar o dia a caracterizar os vizinhos que tive e que tenho, porque iria conseguir mil e uma designações para cada tipo. Viver num prédio é algo de especial, mas será que é assim tão mau? Eu não concordo e muito pelo contrário, gosto imenso de viver num.

Existem imensas histórias para contar por detrás de de cada porta o que é fascinante. Parecendo que não cada um entra na vida do outro sem dar conta disso.

E tu tens algum vizinho assim?

You Might Also Like

8 comentários

  1. Tive quase, quase para escrever um post sobre isso mas acabei por não escrever, com muita pena. É que já apanhei com cada vizinho, desde os mais "normais" aos mais improváveis. Já me aconteceu com cada coisa que nem passa pela cabeça :o

    Beijinhos*
    www.quandooeusetornaemnos.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  2. Tive que me rir com o teu post. Até porque eu felizmente agora não tenho nada disso. Haha

    Beijinhos
    www.pirilamposemarte.com

    ResponderEliminar
  3. Tenho casa própria, mas tenho um vizinho que parece que faz de propósito para me acordar, o meu quarto é ao lado de uma cena onde ele trabalha e meu deus, até parecem que voam martelos, pregos tudo...credo! E depois é cusco como tudo, ás vezes nem posso estar à vontade com o meu namorado no jardim, porque o senhor aparece de vez em quando só para ver se estamos a fazer alguma coisa de mal, meu deus!

    Beijinhos,
    A Namastê | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  4. A minha vizinha de cima é uma diva libelinha.. E não percebo como, porque tem quase 70 anos e ainda se mexe de saltos como se tivesse 20 ahahah

    Beijinhos ♥
    http://marta-raminhos.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  5. Os meus vizinhos são um pouco de todos os que disseste ahah muito bom, beijinhos
    www.pinkiksthenew-black.blogspot.pt
    e identifiquei-te numa tag, se quiseres vê!

    ResponderEliminar
  6. Adorei este post! Eu, infelizmente tenho as "divas libelinhas" que me irritam bastante!

    amarcadamarta.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  7. Opá, que post cômico, o que eu me ri ahahah xD. Eu já me cruzei com esse tipo de vizinhos todos, exceto o dos cães.
    Beijinhos,
    Cherry
    Blog: Life of Cherry

    ResponderEliminar
  8. Acho que todos os meus vizinhos pertencem ao gang das fofocas, mas da por maneira possível. Sabem mais da minha vida que eu própria!
    Admito que sou aquela vizinha que quando está sozinha em casa gosta de ter a sua música a tocar... talvez mais alto do que seria aceitável, mas sou tão simpática para com eles que talvez nem se importem, haha.
    Beijinhos
    littlewonderlandxo.blogspot.pt

    ResponderEliminar

Google+

Facebook

BlogLovin

Follow

Obrigada