Otuquinha | Sou Mãe A Tempo Inteiro

julho 21, 2017


Otuquinha
Otuquinha, sou mãe a tempo inteiro.

Andava eu a passear pelo feed do facebook e reparo neste post de outra mãe sobre ficar com os filhos em casa. Simplesmente identifiquei-me com o que ela escreveu.

A licença de maternidade no nosso país é no máximo de 5 meses a receber 80% (porque se fossem 4 meses seria a 100%) e quem dá leite materno convém só introduzir a alimentação complementar a partir dos 6 meses (dito pela OMS). Quem não tem filhos não percebe a dor de ver a licença a terminar e ter que ir para o trabalho, deixando o nosso filho acabado de nascer nas mãos de outras pessoas no meio de outras crianças (quem não tiver a sorte de deixar com familiares).

Otuquinha

Os dias correm muito rápido e quando vamos ver já começaram a nascer os dentinhos, já gatinham e até já andam, começam a dizer as primeiras palavras e qualquer dia estão a entrar na faculdade. E onde é que nós pais tivemos no meio disto tudo? A trabalhar para pagar contas para sobreviver.

Não faz mal querermos ficar em casa, é certo que o dinheiro não estica, mas será que vale a pena para receber se calhar mais 50€? Se fizermos as contas às vezes um ordenado só chega para pagar a cresce. Eu não sou mais ou menos que ninguém por querer ficar com otuquinha, apenas sinto que é o mais apropriado. Lembro-me tão bem de uma conversa que ouvi entre pessoas conhecidas que a filha como andou na cresce, infantário e tudo o mais era muito sociável. Guess what, eu não andei nada disso e não faz de mim introvertida, muito pelo contrário.

Sim, eu sou mãe a tempo inteiro e gosto muito de dizer, não tenho vergonha. Ele está no conforto dos nossos braços, do seu lar, de tudo aquilo que conhece. Isto tudo não vai fazer dele uma criança depende dos pais. Acompanho o seu crescimento, vejo os primeiros gestos, os primeiros "palransos", dou a primeira refeição. O meu maior medo é arrepender-me de não ter passado tempo suficiente.

Otuquinha

A mãe tem um papel fundamental no crescimento da criança, mas e o pai? O pai também devia estar muito mais presente, mas para um não trabalhar o outro tem que fazer o sacrifício. Eu reparo no sorriso enorme que otuquinha faz quando vê o bu na hora de almoço ou no final do dia. Não tem preço, e são essas pequenas coisas que me deixam extremamente feliz.

Com isto já passaram 5 meses desde que ele nasceu e a minha menor preocupação é pensar no amanha, ou daqui a x meses. Agora o que quero realmente é ser feliz e aproveitar o melhor de nós.

O melhor de ser mãe? Ver a felicidade nos olhos d'otuquinha.

You Might Also Like

7 comentários

  1. Não vejo mal nenhum em se ser mãe a tempo inteiro. E acho este testemunho lindíssimo, vê-se o amor que tens pelo teu filhote à distância <3

    Beijinhos,
    Sónia Rodrigues Pinto
    SHE WRITES

    ResponderEliminar
  2. Que coisa mais boa. Aproveita.eo melhor que fazes.e o nosso país não nos pode tirar isso.a licença e para aproveitar ao máximo com eles.

    Beijinhos
    www.pirilamposemarte.com

    ResponderEliminar
  3. Também quando tiver os meus filhos quero ficar em casa com eles. É claro que um ordenado só não estica, mas se fizermos bem as contas e não gastarmos em coisas desnecessárias ele dura e dá para todo o mês. Fizeste muito bem em ficar com ele em casa. O tempo passa tão depressa.

    ResponderEliminar
  4. Não sou mãe mas concordo plenamente contigo! Aproveita todos os momentos com o teu menino! :)

    ResponderEliminar
  5. Acho que isso são escolhas pessoais e cada um deve ser livre de escolher aquilo com que se sente melhor (; eu pessoalmente não me vejo a conseguir abdicar da minha carreira, mas claro que posso vir a mudar de ideias e acho que ninguém tem o direito de julgar ninguém. Com creche ou sem creche, o que importa é que as crianças cresçam felizes (=

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá :D
      Como disseste cada um tem as suas escolhas pessoais e eu escolhi a minha, ter ficado em casa :) Não posso falar por aquelas que vão trabalhar, porque não foi isso que escolhi e não tenho opinião :l

      Beijinhos :D

      Eliminar
  6. Olá Daniela,
    Posso confessar-te uma coisa??
    Eu ainda não sou mãe, mas sempre disse para mim mesma e cá em casa, que se fosse mãe um dia, iria sê-lo por tempo inteiro, nem que fosse por 1 ano. Pior que sem se trabalhar ou sem a ajuda do estado isso acabaria por ser complicado; mas não acho absurdo a tua forma de pensar e de viver essa nova fase da tua vida :)
    Felicidades.

    *XoXo
    Helena Primeira
    Helena Primeira Youtube
    Primeira Panos

    ResponderEliminar